"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

O VOO DAS AVES


Nestes últimos dias, estou cuidando do envio dos primeiros livros para os seus respectivos destinatários. E entre dedicatórias e os mais variados endereços, anda difícil conter a emoção.
As imagens que me passam pela cabeça. O sonho. O trabalho. O processo todo. As pessoas que estiveram envolvidas direta e indiretamente.
E não teve jeito, chorei enquanto selava o primeiro envelope, chorei mesmo, feito uma criança! Tudo o que faço, faço com carinho, mas esta obra, foram muitos os desafios e eu não tenho o menor problema em confessar isso, não são poucos os sentimentos! Enquanto, ao mesmo tempo, os céus me retribuem com o carinho que tem me chegado por amigos e desconhecidos.
...Tantos endereços diferentes...
Quem diria que um dia os meus sonhos fecundariam aves? Agora, contemplo-as formadas, saindo de seu ninho para alcançar novas paragens, novos olhares, para além de mim e de si próprias.
"Quantos suspiros terão o ruflar de suas asas? Quantos cantos as minhas aves entoarão? Que emoções provocarão? Em quais cenários e naturezas?"
Rapidamente me percebi encantada e misticamente distraída num cenário íntimo e sentimental:
"_Minhas aves em preparação, reconhecendo a direção e temperatura terna do ar de minhas dedicatórias, abrem as asas [tão lindas as suas asas] e partem, alçam voo...
Alcançam a paisagem criada pela minha emoção que se faz como uma nascente que alimenta
margens e arredores. Os sonhos agora desenham céus, arco-íris e florestas verdejantes, lembrando-me a esperança de uma época passada, quando os primeiros olhares já me apontavam luzes que me absolviam pela coragem das confissões públicas.
Minhas aves, agora fora de seu território de origem, atravessam cidades e estados... Olha, duas seguiram para além-mar!
E fiz questão de fotografá-las todas em meu coração. Sei que algumas regressarão pelos olhares de suas novas moradas e esse saber já me precipita alegrias.
"O voo de minhas aves... Refletem-me uma pacífica e doce vitória!”
De volta a realidade todo resto resume-se à mais profunda gratidão. Pois que cada olhar faz brilhar ainda mais forte o meu, nessa experiência única, o fluir ordenado de tantos encantamentos que, com a passagem do sempre amigo tempo, serão relembrados e revividos com ternura e gratidão, sempre crescentes.
E começo a crer que há muito de eternidade nisto.

Lumansanaris

 
DIGITAIS DA ALMA
Lucy Mara Mansanaris
ISBN: 978-85-8290-076-5
 120 páginas
R$ 35,00 (frete incluso)
Para adquirir entre em contato, clicando na imagem.

9 comentários:

Miguel Jacó

Boa noite Lu Mansanaris, tuas palavras refletem uma alma consciente de que a vida é uma sucessão de barreiras a serem vencidas, e sem estas vitórias não se alcança virtude alguma, e ao manusear os teus livros editados, e acima de tudo desejado pelos leitores que te fizeram encomendas inclusive de fora do território nacional, então a tua satisfação recompensa todos os momentos de tensão enfrentados no decorrer deste cinco anos de elaboração desta abra literária, parabéns pelo envolvente relato, e mais ainda pela publicação do teu segundo livro de poemas que certamente é uma joia rara deste universo literário, um beijo com carinho neste teu doce coração que o meu coração tanto ama, MJ.

Ana Bailune

Acho que é como quando os filhos que saem de casa e vão para o mundo...

SOLIDARIEDADE

Não há o que acrescentar a essa pororoca de sentimentos e de emoções que tão docemente deságuas em teus textos, poesias e livros a ponto de tornar-nos verdadeiro viciados por ti, por tua obra, fruto dessa fluidez contínua de carinho que sempre legou a todos nós, seus admiradores.

Beijos e obrigado por partilhar tua felicidade e sucesso.

Amanda Lopes

Lucy, sinto o teu coração palpitar em cada linha. Imagens raras, delicadas e sempre ternas.
Que plenitude linda!
Sinta-se abraçada com muito carinho!

Lucy Mara Mansanaris

Eu que tenho a agradecer e muito! São tantos olhares-faróis, tantos... Meu carinho e gratidão, Messias.

Suzete Brainer

Belo este voo com as digitais da (tua)alma!...
Luminoso e próspero voo com a tua sublime
Poesia semeada, Lu!
Voltarei depois para fazer o meu pedido também, viu?...rss
Abraço de admiração!

Mar Arável

Tudo pelo melhor poeta

Emmanuel Almeida

A Poesia é livre como os sonhos!

Anônimo

Your imagination is a valuable and rare thing People with this characteristic have given us wondrous works of art, film, and literature. Congratulations for her originality!
Hugs and kisses, Vynelit.

Real Time Web Analytics