"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

[RE]COMEÇO


Um sonho-futuro nos velou
Enquanto crescíamos em razões e asas 
Que, calmamente, amanheciam cada um 
Dos nossos silêncios e espaços.

E mesmo que sem perceber, fomos
Deixando uma semente em cada vão
D.e.s.p.e.r.c.e.b.i.d.a.m.e.n.t.e
Tornamo-nos capazes de seguir, além...

Hoje, somos um só fruto [amadurecidos]
E o que antes nos era vertigem,
Agora é vastidão...

Despertados para um novo tempo,
Muito mais amigo, completamente
 Absolvidos pelo destino-menino.


              Imagem: Tumblr

6 comentários:

Amanda Lopes

"Um sonho-futuro e um destino-menino" o que mais pode-se querer?

Sem muitas palavras disseste muito e com muita maturidade!
Essa doçura que transbordas, que delícia de sentir! Lindo demais!
Abraço forte, querida!

Anônimo

Minha amiga Lucy,
este poema não trata só do amor!
Ele oferece um diálogo
entre o sonho e a conquista,
é o momento de contemplação.

Bordaste lindamente um astuto poema,
parabéns!
Forte e terno abraço, Humberto.

Anônimo

Ai minha filhinha linda!Que bonito Lu!
Eu aqui feliz viu!!!O meu já chegou.Meu amor minha Lu linda.Já li algumas mais me emocionei demais com o poema da pagina 16. Intitulado O amor que tenho.Fez a alma chorar de tão sublime.Obrigada!! de coração...Que Deus abençoe sempre sua vida e suas divinas inspiração.Te amo minha linda menina.Beijos e cafuné rsrs.Marília

Anônimo

Corrigindo a página é 16!! também eu aqui embriagada encantada rsrs com tanto aroma e beleza no DIGITAIS DA ALMA...da tua grandeza de alma minha anjinha linda...Amando sentir o perfume viu!!rs

Lucy Mara Mansanaris

rs... Mas eu consigo sentir o teu amor em cada letrinha... Está tudo certo, você não errou a página não.
Tocada mesmo com o teu carinho aqui. Tbm te amo muito.

Nelson Medeiros

Lu
O que me impressiona vivamente em ti é que, dona de um estilo peculiar , mesmo quando lembras Florbela Espanca na maneira de pensar,como vi em vários poemas em teu primoroso "Digitais da Alma" , tens a virtude de lembrar sem parecer, e o que deveras impressiona:Mudas as formas de poetizar, mas o teor de tuas poesias, o teu estilo é sempre o mesmo e, o que mais chama a atenção: Não te repetes, o que é muito difícil. Só os grandes conseguem isto...

Forte abraço c a admiração de sempre
Nelson

Real Time Web Analytics