"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

DOCE VENTURA


Desperta, amor
porque os melhores sentimentos
entraram pela porta da frente
trazendo-nos bons ventos
de presente.

Os pressentimentos
tratam-se do mais doce germinar 
de nosso futuro.

Amemo-nos então,
na claridade e no escuro
e em cada música que
far-se-á diferente 
quando em confissão
o que se sente
 - transborda e tatua -
  as nossas almas nuas...

Pois que há muito temos
uma ligação sem precedentes, 
sobrevivente a tudo
e insistente em querer
mais - sempre em paz –

Num amor de erros e acertos
e também dos melhores 
olhos e bocas,
tato, olfato e paladar,
carne, ossos e almas inteiras.
[Divisor de águas e asas
chão e nascente, 
raízes, sementes, flores e frutos]

Um amor sobre_tudo
de sonhos e delícias
de poros, em todos os polos,
crescente e invariavelmente
dentro de um novo tempo,
agora e para sempre. 


                Imagem: Google


Eric Clapton - Wonderfum Tonight


10 comentários:

  1. You picked my favorite (the best) Eric Clapton song to play on your beautiful post.
    xx

    ResponderExcluir
  2. Lucy os teus versos contém o supra sumo poético, descanso coração e olhos, sou toda suspiros, parabéns menina querida e talentosa!
    Abração!

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente maravilhoso e contagiante mestra Lu Mansanaris!

    Amei de coração...

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Lu Mansanaris, tens a suavidade poética que permeia as nossas entranhas,e nos faz sentir o frescor da poesia, e a intensidades dos sentimentos que regem os teus personagens, vivendo esta senda de intenso amor, e desmedida sedução, parabéns pelo envolvente poema, eu te desejo um dia de muitas satisfações, um beijo com muito carinho neste teu doce coração que o meu coração tanto ama, MJ.

    ResponderExcluir
  5. Feliz por saber que, daqui a pouco, terei um livro seu para ler na rede.

    ResponderExcluir
  6. Bom dia Lu, tens a suavidade poética que permeia as nossas entranhas, e nos faz sentir o frescor da poesia, e a intensidade dos sentimentos que regem os teus personagens, vivendo esta senda de intenso amor, e desmedida sedução, parabéns pelo envolvente poema, eu te desejo um dia de muitas satisfações, um beijo com muito carinho neste teu doce coração que o meu coração tanto ama, MJ.

    ResponderExcluir
  7. Uma linda poesia que mostra a plenitude de um amor verdadeiro.
    Beijos,
    Élys.

    ResponderExcluir
  8. Querida Lu,
    Um amor verdadeiro, raro e belo nas suas expressões de
    corpo e alma. Com aquele olhar de mãos dadas pelas avenidas,
    ruas e becos (encruzilhadas) da vida.
    E um amor que fica mais belo, quando transportado para
    a tua Poesia, se veste do sublime e raro (en)canto do
    dizer e Ser!...
    Adoro a tua Poesia, sabia?!...
    Grata pelo teu carinho e olhar (agora) no meu poema, viu!
    Beijo.
    Ps:Que bom que tu fostes agora no meu espaço, pois
    descobri que não tinha mais o teu blog na minha lista,
    fiquei se saber a razão, e lembrei que ontem a noite
    eu fiz uma limpeza de blogs que tinha na minha lista e
    nem existia mais (removido pelo autor) e sem me aperceber
    devo ter apagado o teu também. Fiquei chateada com isso
    e vir logo te adicionar novamente, pois preciosidade, eu
    quero comigo, assim como o teu blog e a tua atenção sincera (
    gosto e sou sincera também). Perdoa, por gentileza este lapso,
    e ainda bem que a tua presença (agora no meu espaço), fez com
    que eu percebesse, a luz sempre evidencia a verdade!...rss
    Abraço grato!! Su.

    ResponderExcluir
  9. Quando nossos melhores sentimentos entram pela porta da frente de nossa alma trazem alvíssaras que jaziam em qualquer escaninho dela à espera do momento oportuno. Tua poesia fala dessas alegrias do espírito, dessas raras felicidades que tão poucas vezes na vida nos aportam ao coração.
    E como é bom ter pressentimentos alvissareiros, bons, impregnados de otimismo para o futuro que nos aguarda impenetrável.
    Este teu poema, menina, fala disso. Dessa confiança no tempo que se aguarda chegar.
    Quanta coisa fala este teu poema! Não tenho verve para analisá-los inteiramente como ele merece, como merece este teu dom encantador que revela, isto é preciso dizer, um pouco da tua personalidade, da tua aura, da tua alma voltada para as coisas do bem.
    Teu poema, finalmente, menina, fala de amor! Não deste amor barato que se encontra quando se quer. Em qualquer quiosque de aventuras. Tu escreves sobre o amor rico, brilhante, que ilumina os caminhos, eterno, e, que raramente estaciona neste planeta de dores.
    Brilhante a tua inspiração, minha doce amiga.
    Terno beijo em tua alma generosa com a admiração de sempre.
    Nelson

    ResponderExcluir
  10. SERGIO NEVES - ...como esquecer de alguém que mora lá bem no fundo do coração? // ...tudo o que de ti é sentido vir, doce ventura é! ...taí esse teu poema a não me deixar mentir! ...apaixonado e apaixonante! // O carinho de sempre, Lu.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics