"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

AMOR COTIDIANO


                            Havia um sorriso guardado
                            Atrás da rotina
                            Daquele amontoado de papéis.

                            E porque era puro, foi-me descanso
                            E porque também era amor,
                            Soube esperar - tanto -
                            Tempo que ainda espera.

                            Conhecia-me sobremaneira
                            E ali, naquele instante,
                            Tardou a pressa do relógio, 
                            Abrindo espaço
                            Para um café...

                            E os meus olhos tristes
                           - E decepcionados -
                            Fugiam de um enfrentamento,
                            Enquanto listávamos algumas
                            Prioridades cotidianas.

                            E, por respeito, ele fingia
                            Não perceber a razão
                            De minha tristeza...

                           ...Aqueles biscoitos na mesa
                           Eram os melhores
                           Curativos emergenciais.
                           [ Pois que a sabedoria lhe ensinara
                           O tempo certo para todas as coisas]

                           ...Em pequenos cuidados
                           Algo muito além se eternizava...

                           E eu soube ali, a beleza da vida
                           Que me esperava protegida 
                           Dentro daquelas portas e janelas. 

Sugestão musical: Eric Clapton - Tears In Heaven

               Imagem: Google

10 comentários:

Amanda Lopes

Lucy quanta delicadeza!!!!!!!!!!
O amor traduzido pelos mais simples detalhes, que lindo!
Aplausos menina!
Beijo!

Amanda Lopes

"...Aqueles biscoitos na mesa
Eram os curativos emergenciais."

A preciosidade que empresta aos detalhes, é tão sublime sentir a tua poesia.
Mais uma vez encantada.

Sony Azevedo

Gosto dessa sensibilidade aflorada nos versos. Magnífico! Luz e paz. Beijo no coração

Anônimo



Magnífico poema com suas digitais mestra Lucy Mara Mansanaris! Jacó Filho

Anônimo

Minha amiga:
Isto que tu escreveste é de uma sensibilidade, de uma delicadeza e de uma verdade tão profunda como a verdade do sentimento que me toma ao ler este poema. Eis o retrato de uma vida que, tenha certeza, encontramos aos montes pelos caminhos... És tão perfeita nos detalhes, tão explicita nas metáforas que se imagina ser a poetiza a protagonista destas dores sublimes e tão bem suportadas.

Enorme é a minha admiração por ti menina.
Forte abraço.
Nelson

Anônimo

Lu... que lindo! Sensível e comovente, sua alma se derrama em versos como uma flor se derrama em perfumes para exalar a essência do amor. Porque amor é isso....um compartilhamento, uma entrega, uma cumplicidade de sentimentos verdadeiros e eternais. Parabéns minha amiga querida. Bju - Abá

Anônimo

Bom dia Lu, há uma sutileza aconchegante em tua poesia, uma forma suave de quantificar as vontades, e de dimensionar a dor, sem destruir os caminhos por onde possam passar o amor, e adequando o porto onde deve ancorar a entrega absoluta das vontades recíprocas entre duas almas afins, parabéns pelo vosso envolvente poema, e irretocável ilustração, um beijo com muito carinho neste teu doce e bondoso coração que o meu coração tanto ama, MJ.

Suzete Brainer

Querida Lu,

A dificuldade de ler o teu belo e sublime poema,
foram as minhas lágrimas diante da beleza tocante
do teu Poema e a música do Eric Clapton (amo esta música)
e sou fã da música dele.
E sou fã da tua Poesia, ela caminha pelo essencial,
pelo o belo e de uma inspiração sublime rara!!
Grata por conhecer o teu espaço poético e por tuas
generosas palavras perfumadas por esta tua sublime
alma (sinto) no meu espaço!
Sinto e percebo o quanto somos viajantes da mesma
onda vibracional, uma sintonia de almas poéticas
e filosóficas...rss
O meu passaporte carimbado aqui no teu espaço,
para cada leitura e viagem, viu?...rss
Beijo grato e abraço de admiração.
Su.

ania

Poesia linda, delicada, sensível...escrita de um jeitinho que adentra e afaga o coração! Me encantei por aqui, poesia e música, perfeitos! beijos prá ti, menina talento!!!

Anônimo

Simplesmente lindo Lully... Que seu coração siga inspirado... porque do lado de cá nos sentimos agraciados com seu talento e generosidade ao compartilhar... Tenha uma noite cheinha de coisas boas...bjos***MelBraga

Real Time Web Analytics