"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

À LETHE

 
diz-me que é real 
a promessa de teus silêncios
qu'eu me curvo em respeito 
as tuas margens, para que 
as tuas águas me rasguem
o peito.
diz-me que depois disto
não me restará mais prêmio 
ou engano algum,
que as paragens serão outras
e que o céu não me é 
- simples miragem (?)
diz-me que me será estranho
o riso que esconde a dor
e que a imensidão deste inferno 
 - que é só meu - cabe inteiro 
em tuas águas de presságios 
todos alados (?)
faz-me acreditar 
na existência de uma resposta
e na falta de um idioma 
que a pudesse decifrar...
...o que agora é tarde
então, dá-me a glória
de esquecer.

Imagem: Tumblr

10 comentários:

  1. O que me impressiona em você é este manancial de palavras feitas em versos com um talento inesgotável que a cada explosão da alma apresenta nova luz. Impressiona a forma como você mantém seu estilo sem jamais, jamais se repetir. Considero isto a coisa mais difícil num poeta; não se repetir no mesmo estilo literário.
    Forte abraço e a admiração de sempre.

    Nelson

    ResponderExcluir
  2. AMIGA LU, ESTE POEMA MERECEU UM E-MAIL, EU LHE ENVIEI HOJE. UM ABRAÇO DA RAFAELA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só vi esse e-mail seu, hoje, no final da tarde... Já era tarde demais para mim.
      Um abraço...

      Excluir
  3. Lucy, como é linda a sua expressão querida!
    Estando aqui não tenho vontade de sair!

    ps. "A maturidade tem muito à emprestar para a maturidade." A sua frase é muito impactante e sábia, parabéns poetiza!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo "A maturidade tem muito a emprestar a dignidade"

      :P

      Excluir
  4. A cada dia melhor, mais profunda, mais linda. Sua obra surpreende sempre positivamente, instigando o leitor a aprender temas distintos pelo simples prazer de compreender seus textos. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Esquecer as vezes é a única saída para o que não tem respostas.
    Belo, Lucy.

    Beijinho.

    ResponderExcluir
  6. As interrogações e os desejos mais altruísticos e belos são características das pessoas iguais a você, predestinadas a enfeitar a vida, caríssima Lucy Mara. Aqui fico maravilhado com teu belíssimo versejar. Meus efusivos parabéns e um terno beijo em seu coração criança.

    ResponderExcluir
  7. Li, reli e trili (rsrsrsrs). Quando respostas não se tem,/ e nada há em que minorar/ A dor que teima em ficar/Deslembrar é trunfo que se tem.// Lindo. Luz e paz. Beijo no coração

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics