“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

PRIMAVERA

É primavera
e um sopro de vento
valsa a trama d'uma teia.

No mesmo compasso
a leveza e o equilíbrio
de sua artesã.

Vestidos com rendas
os braços das azaleias
aprisionam o beijo 
do orvalho das manhãs. 

lumansanaris (2011)
Imagem: Foto de LuziACruzFrata



Um comentário:

  1. Lindo! Lindo! Lindo! Muito expressivo e sentido no fundo da alma. Amei. Luz e paz. Beijo

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics