"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

EN_LUA_MAR



A lua, cheia de ficar
sobre a teia do céu,
entrega-se à canção
das ondas do mar.

A elegância dos reflexos
no horizonte convexo,
matizam estrelas ao alto
derramam licores, sereno.

Lumansanaris
Imagem: オオルリのブロ

5 comentários:

  1. A poetiza possui uma sensibilidade singular, fascinado Lucy!

    ResponderExcluir
  2. A lua é linda, cheia então fascinante..

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  3. La luna bordó de elegancia tus letras... precioso!
    cariños para ti.

    Bajo la Lupa

    ResponderExcluir
  4. SERGIO NEVES - ...eu tenho uma atração muito grande pela imagem de um mar noturno iluminado por um brilhante luar, bem assim como a tua ilustração mostra,...gosto muito! ...mas, do que eu mais gosto mesmo é de ler os teus poemas... / Carinhos.

    ResponderExcluir
  5. O luar possui uma beleza inefável.. é maravilhoso contemplá-lo!
    Lindo poema.

    Um grande abraço

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics