"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

AMOR PURO

    
     Defendo o amor, puro e simples
     que de tão simples, nem se sabe bem ser.
     O amor que erra querendo acertar
     e acerta sem muito sofrer.

     Que é feito de cuidados,
     simplesmente por não conseguir agir diferente.
     Que liberta, querendo prender
     e se perde, sem se esquecer.

     Defendo o amor canção, oração e gemidos
     de fogo constante e breves cinzas.
     De águas claras, miragens e visões
     de tolas culpas e imensas absolvições.

     O amor que acontece todo dia
     e faz da noite, a cúmplice de seus segredos.
     Que sabe bem o que precisa ser esquecido,
     conservando consigo, as melhores lembranças.

     Defendo o amor que ao seu bem,
     é tão somente abrigo
     e entende, que assim como o grito,
     o silêncio também quer dizer.

     E que sendo isso tudo e um tanto mais
     nunca se satisfaz e, às vezes até se suicida
     mas sempre ressuscita, só por saber
     que amor quando amor, é sempre melhor viver.

                                                                                         lumansanaris
                                                                                         Imagem: Google
                                                                                    
 

6 comentários:

  1. Voltou com tudo em?!
    Um amor assim nem precisa de advogado.

    ResponderExcluir
  2. Lucy, de onde vem toda essa sensibilidade e delicadeza? Tento não citá-las, mas você torna isso quase que impossível (ao menos para mim)
    Os teus versos afagam a alma! Parabéns!
    Grande abraço, Humberto.

    ResponderExcluir
  3. Amor é o sentimento mais lindo que existe

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Eminente poetisa Lu Mansanaris, apreciar a tua poesia é viajar no mundo dos encantos amorosos, sem nos descuidarmos dos espinhos que permeiam as intensas relações amorosas, sim porque sem estes o canteiro do amor seria invadido por qualquer estranho, no entanto diante de tais asperezas somente se aconchega aquele que nos foi designado para afagar o nosso corpo, e apaziguar a nossa alma, parabéns pelo redundante poema que invadiu a minha alma, e iluminou a minha noite, um beijo com muito carinho neste teu bondoso coração que a minha alma poética ama em demasia, MJ.

    ResponderExcluir
  5. Olá.

    Belo texto... Amor puro e simples merece mesmo ser defendido. É um artigo raro... quase em extinção nos dias de hoje.

    Parabéns pelo texto e uma boa noite.

    ;D

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics