“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

A N E L O S


                                 Aquele par de olhos
                                 cintilados por sonhos
                                 na soleira da janela,
                                 debruçados.

                                 Por vezes,
                                 fugiam pelo quintal
                                 assistindo ao vento
                                 embalando margaridas.

                                 Sorriam àquela valsa
                                 arraigada à terra
                                 uma florada de somente
                                 bem-me-queres...

                                 Tudo sob o som d’um riacho
                                 que se expandia 
                                 sobre as pedras
                                 e caprichoso arremessava
                                 cores pelo ar.

                                 E aqueles olhos 
                                 calados orvalhavam
                                 na soleira da janela
                                 viajantes,
                                 tardavam o acordar.

                                             lumansanaris
                                             Imagem: Google



 

9 comentários:

  1. Lindo demais esse par de olhos sonhadores amiga!! amei teu poema, parabéns, bjssssssss

    ResponderExcluir
  2. Miga, qta doçura e sensibilidade em teus olhos pela retina do coração ! Imaginei uma namoradeira na janela... rs beijão!

    ResponderExcluir
  3. Olha sua alma aqui amiga linda! Essa delicadeza sem fim, muito você, amei!!!! Que a sua semana seja muito iluminada, bjos, Flavinha.

    ResponderExcluir
  4. Linda a sua poesia. Plena de ternura . Adorei !
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Poema que emana grande sensibilidade em seus lindos versos.
    Encantador. Parabéns!

    Beijo.

    ResponderExcluir
  6. Oi Lu,
    É na menina dos olhos que descobrimos
    nossos mais lindos sonhos.
    Que singelo, que belo. amei.
    beijos

    ResponderExcluir
  7. SERGIO NEVES - ...poesia pura! / Carinhos.

    ResponderExcluir
  8. Os teus poemas são inconfundíveis Lucy! Sensibilidade incrível, parabéns querida! Teu livro continua em minha cabeceira, trazendo-me luz e ternura sem fim. Abraço fraterno, cara amiga. Antenor.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics