"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

T A L V E Z


Talvez o amor, seja como o mar
que recua... e avança...

dilui na areia, reúne em ondas,

quebra o sol, espelha a lua

e se suicida nas pedras.

Refazendo o seu curso,
inúmeras vezes,
e tantas outras mais...

Talvez o amor se assemelhe ao mar

de altas e baixas marés,

de sóis, luas e tempestades,

numa constante dança de águas 
completamente domesticadas.

lumansanaris
Imagem: Google


8 comentários:

  1. O amor é tão lindo e envolvente, sentimento maior do mundo.

    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Também somos assim, Lu, de "altas e baixas marés". E isso é o que nos faz termos esse olhar diferenciado sobre tudo, sobre a vida, sobre cada momento. Tua poesia é uma das mais sensíveis que conheço e admiro. Blog lindo, sua cara! Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Penso que o amor é como o mar que recua e avança, fazendo amor com a areia, diluindo-a, envolvendo-a ....Amiga viajei aqui em seus versos, o mar se suicidando nas pedras só nascer mesmo nessa cabecinha brilhante né. Amei teu poema, parabéns, bjs

    ResponderExcluir
  4. Tua poesia menina, contém beleza poética e visual (2-3-3-3-2)
    Parabéns Lucy!
    Abraços cordiais, José Carlos.

    ResponderExcluir
  5. Boa tarde minha querida Lu..
    muito belo o poema.. e falando do amor.. deste vai e vem que é em nós.. deve sim ser parecido com o mar..
    pois assemelha´se em movimentos dentro de nós..
    um beijão querida poetisa

    ResponderExcluir
  6. Um Blog lindo e perfeito em seu encantamento.
    Consegues distribuir sua magia nas palavras, em versos, poesias e imagens. Por aqui amei tudo que vi e pude sentir, grato por ter me proporcionado esse entretenimento prenhe de Amor.
    Se quiseres e puderes visite-me, embora meu blog seja singelo e grosseiro, serás bem vinda.

    Abraços do Yehrow, também presente no Recanto das letras.

    ResponderExcluir
  7. "Dança de águas domesticadas"
    Ou seriam asas?
    De que mundo és?
    Tem que existir outros "sins" desta fonte!

    ResponderExcluir
  8. Imagens singularmente palpadas, lindo!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics