“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

AMANHECERES


E mais uma manhã se apresenta
totalmente inspirada
pelo brilho de um sorriso teu.
Transpassa as minhas sombras
e tinge com cores vivas
a aurora de minha vida.
Motivo simples
 que me inflama a alma de paz.
Ah esse teu sorriso,
 tem a semente que floresce
as doçuras do meu pomar.
Nanquim de minha pena,
na construção do poema,
a razão maior para se conjugar
a forma etérea do verbo amar.

lumansanaris 02-04-14
Imagem: Google

 

Um comentário:

  1. A intensidade de um sentimento que encontro nos gestos mais singelos, a imensidão de todo um amor.
    Belíssimo, Lu. Se todos os verbos pudessem ser, assim, conjugados ... "que maravilha seria viver..."
    Abraços, Lu.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics