"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

GRITO MUDO


Trago nos pés
 o cansaço das trilhas de vidro
e sonhos estilhaçados.
Também comigo
as amarras de uma intolerância
 por engano deixada
onde deveria estar preservada
a liberdade do amor.
Por ora, dou-me o único direito
as lembranças de tudo
o que nunca existiu...
Suplicando a todo momento,
o próprio resgate, absolvição
e devolução de minha alma.
Culpo a coragem, foi justamente ela
que me cegou assim,
permitindo que na soma das horas
houvesse a desmedida redução
de mim.
Talvez por isso, agora deseje tanto
um pedacinho desse tempo
chamado passado...
Quisera apenas poder me socorrer,
e direcionar melhor o perdão
resgatando novamente 
a visão clara e desprotegida
- ao menos nas certezas
dos doces sentires-
Mas não... Hoje, tudo é nada
e nisso concerne infinita dor...
E é pela dúvida que me chega
um pouco de acalanto
e para todo o resto,
eu nada sei...
Então se procurar respostas,
pergunte à dor, essa mesma
que agora me ocupa o peito
pois exatamente ela
é que mais sabe sobre mim.

Lumansanaris
Imagem: Google
Video: etne Al
(vídeo adicionado em 19/03/17 vindo pela indicação de Amanda Lopes)
Gratidão, amiga. É lindo  (mesmo que eu não concorde com alguns pontos, rs...)
*Amei a ideia de liberdade e a sinceridade exposta, a música é linda 
e o teu gesto tem uma doçura que me encanta.
Meu carinho mais transparente e amigo.


18 comentários:

Samuel Balbinot

Bom dia querida amiga.. esse grito é mudo sim dentro de nós.. eu sinto muitas coisas e sofro com o passado.. quero e preciso soltar ele para que o bom e belo entre em minha vida... beijos meus e até sempre

SOLIDARIEDADE

Tenho lembranças "de tudo o que nunca existiu", por isso, "culpo a coragem ... ela que me cegou", e se caso eu "deseje tanto um pedacinho desse tempo chamado passado", e dessa forma, regatar, "novamente a visão clara e desprotegida" de "meus doces sentires", só perguntando aquela "que mais sabe sobre mim": " à dor".
Escrever sobre dor, saudades, despedidas, abandonos, só tu mesmo, Lu.
Um abração, Poetisa.
Ps. Teu livro continua totalmente perfumado.

Lucy Mara Mansanaris

rs... Bom dia Messias.
Talvez eu compre o livro de volta, só pra tentar descobrir que perfume é esse.
Obrigada pelo carinho, sempre!
Um abraço...

Antenor Rosalino

Adorável Lu, mesmo o seu grito sendo mudo, contém poesia num apogeu de luz e traz encantamento enternecedor, E esse encantamento eu sinto intensamente quando leio você. Meus aplausos, querida amiga e seja sempre feliz.

Anônimo

Amiga isso está tão dolorido!
O teu coração é puro e isso te fará sofrer mais, só que também te deixará mais forte. A tua candura te fará resistir e quando notar, restará apenas a vitória.
ps: o meu livro também é perfumado e é o teu perfume lindona! Perfume que também fica em mim quando me abraça, que também estou querendo um abraço, rssss!
Te adoro demais amiga linda! Mando beijos, para a princesa também!
Flavinha

Bell

A gente pode cansar, mas não podemos desistir nunca =)

NLC POESIAS

Boa noite amiga, que poema mais lindo esse!! são esses gritos mudos que dizem tanto sobre nós, e que infelizmente o mundo não sabe ouvir. Lindo demais, bjss

SOLIDARIEDADE

Se acertares na sena da virada, sozinha, podemos conversar sobre vendê-lo de volta (rs).
Ps. Sobre o misterioso perfume: é do tipo que não enjoa, muito bom.
Beijos.

Lucy Mara Mansanaris

rsrs... eita... complicado viu!
Obrigada pela forma doce e generosa com que se faz presente, pelo carinho... Obrigada mesmo!
Um abraço meu amigo, fica bem...

Helio Pastre

Teus poemas me mostram um enredo e quanto mais leio, mais fico convicto sobre sua postura tão admiravelmente delicada.
Talvez o céu nunca perdoe os silêncios dessas digitais.

Amanda Lopes

Querida Lucy,
quantas vezes caminhamos sobre nossos próprios cacos, cheios de dúvidas!
Mas "ter na dúvida algum acalanto" é tão dolorido isso!!!!!!
Tuas obras me acompanham, por isso sinto tanto essa ausência.
Amiga querida tudo de melhor e mais belo!

Amanda Lopes

PS: tanto o meu Manuscritos quanto o Digitais preservam o mesmo cheiro, um perfume delicioso! rsrssrs!

Anônimo

Lindo e sensível como tudo o que escreve amiga! Saudades!! Bju, Abá.

Helio Pastre

Doçura e generosidade.

Amanda Lopes

Querida!!!!!! Você sabe o quanto sua poesia falou comigo, com o vídeo ficou parecendo de vez que foi escrita para mim.
Emocionada com tanto encanto e carinho! Obrigado!
Tudo de melhor e mais belo sempre, AMIGA!

Lucy Mara Mansanaris

Bom dia Amanda. É imenso saber que toquei tão fundo o seu coração, obrigada você!

*Fiz uma programação de músicas para o blog, para ver o vídeo sem problemas, basta clicar na descrição YouTube(canto direito da imagem)
Receba o meu carinho, amiga =)

ania

Tão tocante e sensível...poesia linda que emociona ao ler, parabéns Lu por esse dom maravilhoso que tens em encantar e emocionar com teus escritos!!!abraços cheinhos de saudade, ania..

JLynce

Bom dia, simpática!

Adorei este teu poema lindo!

Real Time Web Analytics