“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

GRITO MUDO


Trago nos pés
 o cansaço das trilhas de vidro
e sonhos estilhaçados.
Pois trago comigo
as amarras de uma intolerância
 por engano deixada
onde deveria estar preservada
a liberdade do amor.
Por ora, dou-me o único direito
as lembranças de tudo
o que nunca existiu...
Suplicando a todo momento,
o próprio resgate, absolvição
e devolução de minha alma.
Culpo a coragem, foi justamente ela
que me cegou assim,
permitindo que na soma das horas
houvesse a desmedida redução
de mim.
Talvez por isso, agora deseje tanto
um pedacinho desse tempo
chamado passado...
Quisera apenas poder me socorrer,
e direcionar melhor o perdão
resgatando novamente 
a visão clara e desprotegida
- ao menos nas certezas
dos doces sentires-
Mas não... Hoje, tudo é nada
e nisso concerne infinita dor...
E é pela dúvida que me chega
um pouco de acalanto
e para todo o resto,
eu nada sei...
Então se procurar respostas,
pergunte à dor, essa mesma
que agora me ocupa o peito
pois exatamente ela
é que mais sabe sobre mim.

Lumansanaris
Imagem: Google
Video: etne Al
(vídeo adicionado em 19/03/17 vindo pela indicação de Amanda Lopes)
Gratidão, amiga. É lindo  (mesmo que eu não concorde com alguns pontos, rs...)
*Amei a ideia de liberdade e a sinceridade exposta, a música é linda 
e o teu gesto tem uma doçura que me encanta.
Meu carinho mais transparente e amigo.


18 comentários:

  1. Bom dia querida amiga.. esse grito é mudo sim dentro de nós.. eu sinto muitas coisas e sofro com o passado.. quero e preciso soltar ele para que o bom e belo entre em minha vida... beijos meus e até sempre

    ResponderExcluir
  2. Tenho lembranças "de tudo o que nunca existiu", por isso, "culpo a coragem ... ela que me cegou", e se caso eu "deseje tanto um pedacinho desse tempo chamado passado", e dessa forma, regatar, "novamente a visão clara e desprotegida" de "meus doces sentires", só perguntando aquela "que mais sabe sobre mim": " à dor".
    Escrever sobre dor, saudades, despedidas, abandonos, só tu mesmo, Lu.
    Um abração, Poetisa.
    Ps. Teu livro continua totalmente perfumado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. rs... Bom dia Messias.
      Talvez eu compre o livro de volta, só pra tentar descobrir que perfume é esse.
      Obrigada pelo carinho, sempre!
      Um abraço...

      Excluir
    2. Se acertares na sena da virada, sozinha, podemos conversar sobre vendê-lo de volta (rs).
      Ps. Sobre o misterioso perfume: é do tipo que não enjoa, muito bom.
      Beijos.

      Excluir
    3. rsrs... eita... complicado viu!
      Obrigada pela forma doce e generosa com que se faz presente, pelo carinho... Obrigada mesmo!
      Um abraço meu amigo, fica bem...

      Excluir
  3. Adorável Lu, mesmo o seu grito sendo mudo, contém poesia num apogeu de luz e traz encantamento enternecedor, E esse encantamento eu sinto intensamente quando leio você. Meus aplausos, querida amiga e seja sempre feliz.

    ResponderExcluir
  4. Amiga isso está tão dolorido!
    O teu coração é puro e isso te fará sofrer mais, só que também te deixará mais forte. A tua candura te fará resistir e quando notar, restará apenas a vitória.
    ps: o meu livro também é perfumado e é o teu perfume lindona! Perfume que também fica em mim quando me abraça, que também estou querendo um abraço, rssss!
    Te adoro demais amiga linda! Mando beijos, para a princesa também!
    Flavinha

    ResponderExcluir
  5. A gente pode cansar, mas não podemos desistir nunca =)

    ResponderExcluir
  6. Boa noite amiga, que poema mais lindo esse!! são esses gritos mudos que dizem tanto sobre nós, e que infelizmente o mundo não sabe ouvir. Lindo demais, bjss

    ResponderExcluir
  7. Teus poemas me mostram um enredo e quanto mais leio, mais fico convicto sobre sua postura tão admiravelmente delicada.
    Talvez o céu nunca perdoe os silêncios dessas digitais.

    ResponderExcluir
  8. Querida Lucy,
    quantas vezes caminhamos sobre nossos próprios cacos, cheios de dúvidas!
    Mas "ter na dúvida algum acalanto" é tão dolorido isso!!!!!!
    Tuas obras me acompanham, por isso sinto tanto essa ausência.
    Amiga querida tudo de melhor e mais belo!

    ResponderExcluir
  9. PS: tanto o meu Manuscritos quanto o Digitais preservam o mesmo cheiro, um perfume delicioso! rsrssrs!

    ResponderExcluir
  10. Lindo e sensível como tudo o que escreve amiga! Saudades!! Bju, Abá.

    ResponderExcluir
  11. Querida!!!!!! Você sabe o quanto sua poesia falou comigo, com o vídeo ficou parecendo de vez que foi escrita para mim.
    Emocionada com tanto encanto e carinho! Obrigado!
    Tudo de melhor e mais belo sempre, AMIGA!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Amanda. É imenso saber que toquei tão fundo o seu coração, obrigada você!

      *Fiz uma programação de músicas para o blog, para ver o vídeo sem problemas, basta clicar na descrição YouTube(canto direito da imagem)
      Receba o meu carinho, amiga =)

      Excluir
  12. Tão tocante e sensível...poesia linda que emociona ao ler, parabéns Lu por esse dom maravilhoso que tens em encantar e emocionar com teus escritos!!!abraços cheinhos de saudade, ania..

    ResponderExcluir
  13. Bom dia, simpática!

    Adorei este teu poema lindo!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics