“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

ACALANTO



No marulhar das ondas 
Abraçam-me espumas marinhas
Flutuante afago em mim. 
  
**Lumansanaris 02-01-10
Imagem: Google

5 comentários:

  1. oi Lu

    Linda sensibilidade.


    bjokas =)

    ResponderExcluir
  2. Pura beleza e sensibilidade! Amei! Abraço, Lu. Marina Alves.

    ResponderExcluir
  3. Como pode haver tanta delicadeza em um só ser ?

    Tudo absolutamente tudo

    Extremamente fascinante !

    Beijos apaixonados !

    ResponderExcluir
  4. Poucas palavras expressando o sentir da alma. Isso é demais.

    ResponderExcluir
  5. SERGIO NEVES - (...eu quase ia dizendo que gostaria de ser essas tais espumas marinhas...) / A sensibilidade e delicadeza de sempre,...em tão pouco dizes muito! / Carinhos Lu.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics