“Não queiras ter pátria, não dividas a terra, não arranques pedaços ao mar. Nasce bem alto, que todas as coisas serão tuas...” (Cecília Meireles)

*F*L*A*M*A*S*

Quando a dor faz chover os olhos,
é porque está apagando o fogo da alma. lumansanaris 
Hoje um poema fugiu de minha pena
e foi buscar abrigo em meu peito.
Roubando-me todo ar,
 afogando a minha voz...
Poema pesado e cheio de navalhas!
 Presença vulcânica,
brincando de fazer cinzas dentro de mim.

Lumansanaris
Imagem: Google

 

2 comentários:

  1. Lindo poema Lu.


    A verdadeira poesia é mesmo assim:
    Revolve-se em nosso âmago, em movimentos tectônicos que nos abalam e emerge com a força das grandes erupções.
    Como um fluxo piroclástico, arrasta tudo em seu caminho;
    E nos deixa erodidos, transformados em cinzas.


    A propósito:

    Todos os dias, sem perceberes, te desnudas um pouco mais,
    E através dos teus olhos, nós lemos a tua alma.
    Não só a capa, mas indo além de cada página,
    perscrutamos a verdade nas entrelinhas...

    Grande beijo na tua alma.

    ResponderExcluir
  2. Lindo poema Lu.


    A verdadeira poesia é mesmo assim:
    Revolve-se em nosso âmago, em movimentos tectônicos que nos abalam e emerge com a força das grandes erupções.
    Como um fluxo piroclástico, arrasta tudo em seu caminho;
    E nos deixa erodidos, transformados em cinzas.


    A propósito:

    Todos os dias, sem perceberes, te desnudas um pouco mais,
    E através dos teus olhos, nós lemos a tua alma.
    Não só a capa, mas indo além de cada página,
    perscrutamos a verdade nas entrelinhas...

    Grande beijo na tua alma.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo carinho para com as minhas digitais.

Real Time Web Analytics