"Cabe-nos a tarefa irrecusável, seriíssima, dia a dia renovada, de - com a máxima imediaticidade e adequação possíveis - fazer coincidir a palavra com a coisa sentida, contemplada, pensada, experimentada, imaginada ou produzida pela razão." Goethe

CINZAS



Que virem brasas as folhas que eu tocar
Extinguidos sejam os versos meus
Que minha existência, seja feita de silêncio

 Eu quero mapear as sensações de meu corpo
Seguindo os parâmetros de uma rosa dos ventos
E lacrar cada descoberta, com um laço negro

E em cada um deles, os seguintes dizeres:
- Aqui jaz mais um sentimento!

lumansanaris
Imagem: Google

6 comentários:

Ana Bailune

Um sentimento que jaz poderá ser redespertado? Sempre me pergunto...

Vera Regina Cazaubon

Boa noite mimosa, um belíssimo Indriso, parabéns. Beijokas com carinho e um bom final de semana

Vera Regina Cazaubon

Boa noite minha querida passei para desejar-te um bom final de semana, beijokas em teu coração com carinho

Marce

Bonito e sentido texto Lucy, beijos de poeta

soninha

Sentimentos que se vão e renascem em novos corações. Doce inspiração. Muita luz e paz. Beijo na alma.

Anônimo

Lucy, sabes bem como ser elegante poetisa! Aplaudo-te e a agradeço pelo acesso a estas preciosidades, obrigado. Amo te.

Real Time Web Analytics